Categorias
Notícias

Último trecho dos “Caminhos de São Tiago” foi inaugurado no domingo.

Foto: Reprodução

No domingo, dia 25 de julho, aconteceu o último lançamento do “Caminhos de São Tiago”. Em Ritápolis, pela manhã, ocorreu a entrega dos símbolos entre os prefeitos e dos passaportes aos ciclistas, modalidade escolhida pela cidade para inaugurar o trecho. Em São Tiago, a cerimônia teve início ao meio-dia. A conhecida Terra do Café com Biscoito celebrou o dia do Padroeiro, São Tiago Maior, Santo que batiza o Projeto.

Dentre as autoridades presentes estavam o prefeito de Casa Grande, Luiz Otávio Gonçalves, e o chefe de seção de Cultura, Marcelo Camargos; o prefeito de Queluzito, Danilo Albuquerque; a superintendente de marketing turístico da Secult-MG, Fernanda Heloíse Fonseca; o lafaietense e idealizador do projeto, Dr. Elias de Lima, o presidente da Federação dos Circuitos Turísticos de Minas Gerais e gestor do Circuito Trilha dos Inconfidentes, Marcus Januário. Pela IGR Circuito Turístico Villas e Fazendas, a diretora presidente Tatiana Rezende e a gestora Sidnéia Martins. 

Projeto

Entre os dias 21 e 25 julho, os “Caminhos de São Tiago” foram inaugurados nos 10 municípios que o compõem: Ouro Branco, Conselheiro Lafaiete, Casa Grande, Queluzito, Entre Rios de Minas, Resende Costa, Lagoa Dourada, Coronel Xavier Chaves, Ritápolis e São Tiago. Em todos eles, o lançamento contou com a participação de autoridades e de peregrinos de diversas modalidades, como ciclistas, cavaleiros e caminhantes, que receberam passaportes carimbados. De um trecho a outro do caminho, eles vivenciaram as emoções de percorrerem o maior roteiro turístico, cultural e religioso entre Circuitos Turísticos de Minas Gerais.

O Projeto é gerido pelas IGRs Circuito Villas e Fazendas e Circuito Trilha dos Inconfidentes, com o apoio do Circuito do Ouro, e patrocinado pelos municípios integrantes. O objetivo é fomentar o comércio local e valorizar a cultura e a história dessas cidades.

Segundo a presidente do Circuito Villas e Fazendas, Tatiana Rezende, “foram cinco dias intensos, de muito trabalho e dedicação da equipe técnica dos Circuitos Turísticos, de voluntários. Porém, o Projeto seguiu etapas que vêm de anos de planejamento e é extremamente gratificante ver o Caminho pronto para receber visitantes”.

Por que fazer?

O “Caminhos de São Tiago” têm extensão de 274 km e pode ser feito a pé, a cavalo, de bicicleta, motocicleta e carro com tração 4×4. Desbravar os municípios por rotas alternativas, demarcadas e pensadas para levar o turista a conhecer lindas paisagens e o povo acolhedor da região, sem dúvida, será uma oportunidade única e inesquecível.

Fonte:

Compartilhar
Categorias
Notícias

Ouro Branco realiza Seminário de Boas Práticas e Modernização da Gestão Pública.

Foto: Reprodução
Evento contou com participação de mais de 30 cidades e teve enfoque no desenvolvimento regional por tecnologias inteligentes

No dia 28 de julho, a Prefeitura de Ouro Branco realizou o Seminário de Boas Práticas e Modernização da Gestão Pública, no auditório Fernando de Oliveira Silva. O evento foi realizado com o apoio da ADESIAP, CNM, AMM, Biomtech, Amalpa, AMVER, CODAP e ECOTRES.


O encontro foi realizado seguindo todas as medidas sanitárias e protocolos de segurança de enfrentamento da Pandemia. O seminário teve diversas palestras com o enfoque na “Gestão Inteligente e conectada com as pessoas”. Os seminaristas apresentaram cases de sucesso envolvendo inovações tecnológicas para melhoria de diversas atividades nos municípios.


Estiveram presentes o prefeito Hélio Campos, vice-prefeito, Dr. Celso Vaz, presidente da AMM e vice-presidente da CNM, Julvan Lacerda, o secretário de Governo e Comunicação, Arthur Campos, que também apresentaram projetos de inovação. Ainda estavam presentes autoridades, representantes de empresas e imprensa. As palestras foram voltadas para promover cases de sucesso, como o programa Avança Ouro Branco, com seu site de vendas CompreOuroBranco, que tem o objetivo de movimentar a economia local. Segundo o prefeito, Hélio Campos, estavam participando do evento mais de 30 cidades, buscando melhorias para seus municípios.


O evento ainda contou com exposição de artesanato, de projetos e artesãos locais, quitandas e peças da cultura local, e aconteceu durante toda a manhã terminando em um almoço no clube AEA. Houve ainda, uma homenagem póstuma ao senhor José Milton de Carvalho Rocha, ex-presidente da AMM, que faleceu este ano em decorrência de Covid-19.

Fonte:

Compartilhar
Categorias
Notícias

Museu de Congonhas prepara retomada gradual das atividades presenciais.

Com a conquista do Selo Evento Seguro, do Governo de Minas Gerais, o museu voltará aos poucos com seus eventos.

A entrada de Congonhas na Onda Amarela do Plano Minas Consciente e a melhora do quadro epidemiológico da Covid-19, o Museu de Congonhas prepara sua retomada gradual de eventos. Desde o ano passado, a instituição redirecionou suas atividades culturais e educativas para o ambiente virtual em razão da pandemia. 

Para a volta, uma das principais iniciativas foi a conquista do Selo Evento Seguro, desenvolvido pelo Governo de Minas Gerais, para reconhecer atividades culturais, turísticas e eventos que estão seguindo os protocolos de saúde e segurança estabelecidos pela OMS e Secretaria de Estado de Cultura e Turismo. 

Em Congonhas, o museu foi a primeira instituição que conseguiu o selo. Segundo a diretora-presidente da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Lazer (Femcult), Lana Duarte, estão sendo estudadas formas para retomada segura das atividades presenciais. “Criamos um protocolo próprio que tem nos auxiliado nas atividades internas e estamos trabalhando seguindo as orientações do Instituto Brasileiro dos Museus (Ibram). A nossa intenção é continuar cumprindo o nosso papel de levar arte e cultura para a população, apoiar os artistas locais e impulsionar o turismo da nossa cidade, mas tudo de forma muito consciente. A conquista do Selo, neste momento, atesta o nosso esforço”, explica.

Mesmo diante deste novo cenário, o Museu de Congonhas continuará com o projeto #MCoEmCasa com a produção de conteúdos históricos, educativos e informativos nas suas plataformas virtuais, além da realização de eventos online, trabalhando assim de forma híbrida.

“Estamos muito empolgados com os novos desafios. Convidamos toda a população de Congonhas para ficarem atentos às novidades da nossa programação pelas nossas redes sociais e o site institucional. Já adianto que em breve o Museu de Congonhas também estará acessível pelo Google Arts, plataforma que reúne os principais equipamentos culturais do mundo”, complementa Lourdes Maria, coordenadora dos museus da cidade.

Fonte: Museu de Congonhas
Crédito: Imagem – Museu de Congonhas

Compartilhar